Tempo de leitura:2 minutos

O Centro Nacional de Pesquisas e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul (Cepsul) abre consulta pública de conservação de crustáceos marinhos. 21 de maio.

Acervo Icmbio
Crustáceo

Me lembro de quando criança ver com frequência o corrupto-da-praia (Callichirus major), faz anos que nunca mais os vejo.

Este e muitos outros crustáceos marinhos correm perigo de extinção. Sabendo disso o Icmbio lançou edital para que todos participem da construção do atual cenário para estas espécies tão ameaçadas.

Sandro Muniz

Ps, o tatu-de-jardim é um crustáceo!

 

O Cepsul receberá as contribuições até 21 de maio.

O Centro Nacional de Pesquisas e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul (Cepsul) abre consulta pública de conservação de crustáceos marinhos. As contribuições vão até o dia 21 de maio, as fichas de avaliação do risco de extinção das espécies de crustáceos marinhos serão avaliadas em 2018 pelo 2º ciclo de avaliação.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) é responsável pelo Processo de Avaliação do Estado de Conservação da Fauna Brasileira, cujos resultados subsidiam o Ministério do Meio Ambiente (MMA) na publicação da Lista Nacional de Espécies Ameaçadas de Extinção. Entre outros grupos, Cepsul, é responsável pela avaliação de crustáceos marinhos.

As contribuições devem ser feitas exclusivamente no Sistema de Avaliação do Estado de Conservação da Biodiversidade – SALVE. Estas fichas serão utilizadas durante a oficina que será realizada no próximo mês de junho em Itajaí, SC, no Cepsul.

Para enviar as contribuições, é necessário fazer o cadastro. Os devidos créditos serão dados ao longo do processo de avaliação e na publicação das fichas a todos os colaboradores. Caso tenha alguma dificuldade para se cadastrar ou efetuar o login, o usuário pode entrar em contato com juliana.olisilva.bolsista@icmbio.gov.br

 

POSTAGENS RELACIONADAS
Pocket